quarta-feira, 3 de julho de 2013

Antonio Granemann de Souza


Antonio Granemann de Sousa nasceu em Santa Cecilia em 31 de agosto de 1897. Seus pais se chamavam Manuel Granemann de Souza e Maria Virgínia Souza, naturais de Curitibanos. Casou-se com Juvelina de Souza Costa e ficou viúvo. Um dos seus avós veio de Hamburgo (Alemanha) em 1850. Seus filhos chamavam-se Mauro, Maria, Hilda e Alba.  Antonio Granemann de Souza era conhecido pelo apelido de “Tonico”, era simples, afável, cavalheiro e modesto. Tinha prestígio em todo Estado de Santa Catarina. Faleceu em 20 de junho de 1973.
Pela Lei 1025 de 29 de agosto de 1973 o museu de Curitibanos recebeu o nome de: Museu Histórico Antonio Granemann de Souza, para homenageá-lo uma vez que seu primeiro mandato de prefeito foi justamente neste prédio.
A partir da Revolução de 1930, todos os governantes municipais deixaram de se chamar SUPERINTENDENTES e receberam a nomenclatura de PREFEITOS, usada até hoje. Antônio Granemann de Souza foi o primeiro governante de Curitibanos a receber a denominação de PREFEITO, pois seu primeiro mandato em Curitibanos se deu a partir de 13 de outubro de 1930, sendo ele o oitavo administrador dessa cidade. Antonio Granemann de Souza foi um prefeito nomeado pelo Interventor do estado General Ptolomeu Assis Brasil.
Em 1933 Antonio Granemann de Souza criou o Distrito de Lebon Régis, o nome desse distrito foi dado pelo Secretário de Interior e Justiça Plácido Olímpio de Oliveira em homenagem a Lebon Régis muito respeitado em Santa Catarina. Antonio Granemann de Souza criou também o Distrito da Liberata e construiu a estrada de rodagem ligando Curitibanos à Ponte Alta do Norte e pretendia continuar a construção até Santa Cecília, porém como não haviam máquinas o trabalho braçal era moroso demais para apenas um mandato de prefeito.
Uma de suas maiores conquistas foi o esforço juntamente com Frei Justino Girardi para trazer para Curitibanos as Irmãs da Sagrada Família em 1933. Seu primeiro governo municipal em Curitibanos foi até 7 de maio de 1935. Em 31 de Janeiro de 1956 Antonio Granemann de Souza exercia a Presidência da Câmara de Vereadores de Curitibanos, com a vacância do cargo de prefeito, ele assumiu novamente a Prefeitura, dessa vez sendo o 19º Prefeito. O prefeito seu antecessor, Lauro Antônio da Costa havia realizado um grande trabalho de pavimentação das ruas da cidade e Antonio Granemann realizou no seu governo uma grande campanha junto da população incentivando a construção de muros, calçadas e arborização. Concluiu as obras do Aeroporto, iniciadas no governo de Lauro Costa entregando aos munícipes uma pista de pouso para pequenos aviões com 700 metros, que embora, sendo de chão batido, apresentava ótimas condições de aterrissagem.
Antonio Granemann de Souza ficou nesse segundo mandato até 1956. Por sua competência administrava foi nomeado como prefeito provisório de Santa Cecilia com a missão de organizar a prefeitura para entregar ao primeiro prefeito a ser eleito da referida cidade. Construiu então em Santa Cecília a ponte sobre o Rio Timbó ligando Santa Cecília a Lebon Régis. Construiu uma escola na Serra da Esperança, a única da região. No ano de 1959 foi nomeado pelo Governador do Estado Heriberto Hülse, para assumir a prefeitura de Lebon Régis.

Fonte: Museu Histórico Antônio Granemann de Sousa - Curitibanos, SC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário